Airbnb é um serviço online de hospedagem que tem se destacado por ser uma opção tem mais barata que os hotéis.

Na teoria seu funcionamento é bastante simples: particulares que têm espaços vagos cadastram-se no site http://www.airbnb.com, o Airbnb anuncia esses espaços, que são alugados por terceiros.

Contudo, há muita coisa a se ponderar ao utilizar o serviço para alugar uma acomodação.

Espaços

Podem ser de todos os tipos: casas, apartamento, quarto em residência familiar, vaga em quarto dividido com outras pessoas, etc.

Geralmente eles são bem detalhados, inclusive com fotos. Mas isso é feito pelo proprietário; desta forma, uma mansão pode ser mal descrita por um proprietário mais desatento ou um quarto pode ser supervalorizado por um proprietário mais marqueteiro.

Preços

Eles são o grande atrativo do serviço. Não sempre são melhores que os dos hotéis. Também podem subir automaticamente dependendo da oferta e da procura.

Para períodos mais longos pode haver desconto semanais e/ou mensais.

Para períodos superiores a um mês, o valor é pago mensalmente.

Regras

Elas são predefinidas pelo Airbnb e podem ser gerais, como forma de pagamento e cancelamento, variáveis, como o horário de check-in, e opcionais do proprietário, como desconto por estadias mais longas ou permissão ou não para fumar ou levar seu pet.

Também, é comum encontrar alguns imóveis, principalmente quartos, com alguma oferta que pode ser negociada diretamente com o proprietário, tipo refeições.

Airbnb

O serviço parece ser muito confiável, com regras claras, trazendo segurança para os hospedes e os proprietários. Em caso de qualquer insatisfação de uma das partes, o site ajuda na mediação.

Contudo, alugar, como hóspede, pode ser desgastante devido ao excesso de exigências e de envio de documentação.

O serviço é disponibilizado pelo site e por aplicativos. O site é mais completo e ágil. Já os aplicativos ainda estão incompletos e podem ser bem confusos.

A ferramenta de busca é boa e com vários filtros. O único porém é que mesmo não havendo disponibilidades de vagas ou quando todas já foram listadas, o site mostra imóveis próximos do local desejado, sem avisar. O que pode gerar confusão e muita perda de tempo olhando imóveis bem distantes do local que desejado.

O pagamento só pode ser feito por cartão de crédito, e o débito é realizado no momento que o proprietário aceita seu pedido. Então, nesse sentido, existem transtornos adicionais como ter o limite do seu cartão reduzido (dependendo da antecedência que você contrata), ou a demora na devolução de um serviço que talvez você não use.

O cancelamento da contratação pode ser ou não flexível, mas o cancelamento de períodos longos tem regras diferenciadas e deve ser observado com muita atenção: você pode ter que pagar quantias altas para o proprietário, mesmo sem usar o serviço.

Proprietário do imóvel, ou anfitrião

Um perfil cadastrado pelo próprio proprietário é mostrado no site.

São particulares, pessoas físicas, que recebem orientação do Airbnb de como tratar o hóspede, mas isso pode variar muito de cada um.

Geralmente é o anfitrião quem recebe o hospede para fazer o check-in e o check-out. Dependendo do imóvel, ele pode estar mais ou menos disponível para o hospede ou precisar ter acesso à locação.

Ele tem o poder de aceitar ou NÃO a sua reserva, como também escolher se usa uma política flexível ou rígida de cancelamento de reserva.

E você, o locatário, o hospede

Ao locatário cabe fazer o check-in no site ao se instalar no imóvel. Ele deve fazer o check-out entregando o imóvel como o recebeu, pois uma taxa pode ser debita posteriormente no cartão de crédito em caso do anfitrião acioná-la. Mas muito antes disso, mais abaixo seguem umas dicas para você não entrar numa gelada.

O bom e o ruim do Airbnb

O melhor do serviço é o preço, o que pode ser um fator decisivo na viagem de muita gente.

Também a facilidade de encontrar várias opções de locação em qualquer lugar do mundo, como uma vaga, em quarto, no Japão, com pessoas que falam inglês, por exemplo.

A fixação de um contrato com intermediador entre as partes.

A facilidade de poder alugar uma casa completa com geladeira, fogão, micro-ondas, vasilhame de cozinha, e lavanderia pode ser muito útil para quem deseja uma estadia mais longa, gosta de fazer sua própria comida, ou mesmo economizar comendo em casa.

O pior do serviço é o fator subjetivo, uma vez que o dono do imóvel não é um profissional especializado em hospedar, este não é o ramo de trabalho dele. Na maioria dos casos é somente uma pessoa que tem um espaço para alugar e tem que continuar com a própria vida. Ele pode ou não lavar corretamente o que você for usar, te receber ou não no horário indicado, esquecer-se de colocar papel higiênico no banheiro, entre muitas outras coisas; afinal de contas, você está lidando com um ser humano, e isso implica em, no mínimo, que ele pode ficar doente, ou ter que visitar às pressas um parente que está doente, te deixando sozinho num lugar em que você não sabe como ligar a cafeteira.

Esse fator pessoal também pesa na hora que o proprietário pode ou não aceitar sua reserva, ou até mesmo cancelar uma reserva já confirmada.

O número de ofertas pode ser muito pouco ou nenhum para algumas regiões ou períodos.

O preço de uma mesma locação pode variar até dentro de uma mesma pesquisa.

Recomenda-se que as reclamações do hospede sejam feitas via site; isto pode não ser bem recebido pelo proprietário, que não deseja ter registro de reclamações no seu perfil e que, ainda, pode levar para o lado pessoal, e a relação já começar com desgastes desnecessários. Por outro lado, o contato direto com o proprietário para reclamações pode ser um fator de estremo estresse para ambos os lados para algumas pessoas. O proprietário pode ficar constrangido por ter esquecido algo, e/ou o hospede ter que reclamar de um lençol mal lavado ou falta de algum item essencial.

Dicas ao usar o serviço

Se você está lendo este texto, provavelmente é porque tem interesse no serviço, e aqui vão algumas sugestões…

A pesquisa de locações pode ser feita por qualquer um, não precisa de cadastro pra isso. Mas a contratação é só para cadastrados, obviamente.

Vale à pena dar uma caprichada no seu perfil de hóspede para evitar de o proprietário não aceitar sua reserva porque você colocou aquela foto tomando uma birita.

Contratar com antecedência ajuda a aumentar mais as opções.

Como o proprietário pode cancelar sua reserva até poucos dias antes do check-in, para evitar de você ser pego de surpresa é bom dar uma olhada em outras opções de hospedagem na redondeza desejada.

O horário de check-in e check-out podem variar muito, podendo chegar ao absurdo de ser somente à noite em alguma situação. Se isto não te atender, um contato pode ser feito com o proprietário para negociação antes da contratação.

Melhor levar sua toalha, uma vez que este é um item muito pessoal; não é bom ariscar de você passar no rosto algo que passou em partes intimas de um estranho e não foi corretamente lavado.

É sempre bom avaliar se a aproximação com o proprietário é útil ou pode gerar empecilhos. Se a locação for um apartamento distante do proprietário, o hospede pode ficar sem assessoria em situações de necessidade, como uso de um utensílio, falta de algo ou informação de onde comprar alimentos. Contudo, se a locação for uma parte da casa do proprietário, mesmo sendo independente, alguns espaços podem ser de uso comum, como a lavanderia ou a garagem, também o proprietário pode chegar do trabalho à noite e precisar entrar no imóvel para olhar algo no espaço que você está; pode haver animais, que, mesmo ficando presos, podem fazer bastante barulho, ou ter acesso anteriormente onde você está, deixando pelos imperceptíveis, mas incômodos para alérgicos. O barulho da rotina familiar também pode ser um agravante para quem deseja relaxar.

Por mais que a locação seja detalhada e o anúncio tenha bastantes fotos, surpresas agradáveis ou muito desagradáveis podem ocorrer, como um lugar melhor que o esperado, ou coisas essenciais para você passaram despercebidos ao contratar, tais como a falta de blackout na janela de quarto te impedindo de dormir devido a excesso de claridade, ou um colchão muito macio ou muito duro. Nestes casos é sempre bom dar uma checada com o proprietário antes de contratar.

Resumindo, imprevisto pode acontecer também em estadia em hotel, mas se você não importa com a possibilidade de ter muitos imprevistos e o fator preço é decisivo, o Airbnb é uma excelente opção para quem necessita de acomodações temporárias. Porém, se você gosta de profissionalismo e deseja maior estabilidade e controle sobre onde e quando você vai estar, melhor optar por um hotel.

Anúncios

Publicado por Alexsandra

Fotógrafa, professora, escritora.

Se junte à conversa

1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: